terça-feira, 3 de maio de 2011

Faltam 67 dias - Freud explica


Ando dormindo muito tarde e acordando muito cedo com apenas uma coisa na minha cabeça: FALTAM .... DIAS PARA O CASAMENTO!!!!


Ás vezes eu me refiro ao "meu casamento" como "meu aniversário". Que coisa!! Freud deve explicar algo do tipo: você considera a festa como sua! Bem... Não é. Ela foi toda criada, pensada, elaborada, discutida, ... com Beto e, na maior parte das vezes, a palavra final era dele. Por mais que eu, ás vezes, me chateasse com o não ou com a crítica, eu sabia que ele queria apenas o melhor e, além disso, ele é mais pé no chão do que eu para certas coisas.

Só que essa história de dormir tarde e acordar cedo me fez começar a me lembrar mais dos meus sonhos, ou melhor, pesadelos... Em um deles as minhas unhas estavam grandes e eu decidi roê-las ao invés de cortá-las. O resultado foi desastroso! Ficaram horrorosas, descamadas, lascadas, machucadas... e logo após essa idéia brilhante, de não querer pegar a tesoura, eu me dei conta que.... o casamento era manhã e minhas unhas, que serão mostradas no ítem 10 da filmagem (mostrar a troca dos votos e das alianças), não estariam bonitas!!

O outro sonho foi pior ainda! Já era o dia do casamento e chovia muito. Chovia tanto que o sítio não tinha nem mais grama. Era barro puro! E eu estava sem roupa! Não sem o vestido de noiva, sem roupa mesmo!! Nua!! Pra lá e pra cá no sítio sem grama (parem de me imaginar e foquem no assunto!). E então descobri que já eram 16h00! Fui falar com minha mãe que já era a hora do casamento e que eu não estava pronta e sabem o que ela me disse?? "Calma... Não chegou ninguém mesmo... Também, com essa chuva..." Eu acordei bem nessa hora, foi sonho do tipo nível 2 para quem viu o filme Inception (A Origem). Eu comecei a ficar consciente ainda dentro do sonho. Precisava que alguém me desse um "chute para eu cair da cadeira" e acordar daquela maluquice!

Acredito que os "personagens" dos nossos sonhos somos nós mesmos... Eu sou eu, minha mãe sou eu, etc. Partes diferentes de nós mesmos, nossas angústias, preocupações, alegrias... Então sei que tem uma parte minha que se preocupa: "são 16h00 e ainda não estou pronta" e sei que tem uma parte minha que sabe que tudo vai ficar bem, com ou sem chuva, e que eventualidades sempre acontecem em qualquer evento: "Calma... Não chegou ninguém mesmo..."

Mas aceito interpretações dos meus sonhos. Se fizer sentido, publico =)



2 comentários:

Ananilia disse...

Kari!!!

Vc precisa abstrair!!! Vc já está ficando paranóica, e acredite, isso acontece mesmo! kkkkkk

Liliane disse...

Vc entrou foi no clima de Woodstock. Pelada e na lama!!! Calma. Tudo passa, tudo passará...