sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Gravidez aos 36 - A Escolha do Nome


Assim que decidimos engravidar, já que tudo meu é "pra ontem", fui logo perguntando qual seria o nome! Como é o 1º filho de Beto, quis lhe dar a honra da escolha. Ele já tinha pensado em alguns e me disse que gosta de nomes com "tr" (e eu com "th" kkk). Se fosse menina seria Mitra ou Petra. Confesso que torci um pouco o nariz ao ouvir esses nomes (a minha opção era Liz), mas queria que a escolha fosse dele.
Chegamos até a pesquisar na internet  possíveis nomes, se era de alguém famoso, significados, etc.

Petra não tinha nenhuma conexão comigo. Significa "pedra" mesmo ou "cidade de pedra perdida da Jordânia", o que também não ajudava muito. Já Mithra (de preferência com um "h" para eu ficar feliz também), é uma divindade hindu da honestidade, amizade, é ela quem sustenta o céu e a terra (muita responsabilidade, hun?). Mas esqueçam tudo isso. A escolha de Mitra foi por causa de Rhona Mitra, a modelo que posava de Lara Croft (Tomb Raider) e que depois fez filmes como Underworld. E eu aguento?



E depois de toda essa conversa, Beto foi comprar uma cerveja preta e adivinha qual era a única que tinha? Então Petra ganhou sentido =) Mas já pensaram, na escolinha, quando fizessem aquele projeto de como o seu nome foi escolhido? Nossa filha ia responder "por causa de uma cerveja" ou "era o nome de uma modelo que o meu pai adorava". kkk


Mas esses eram os nossos nomes de meninas: Mitra ou Petra. Menino seria Vitor, por causa de Victor Frankstein, do romance de terror de Mary Shelley e um dos livros favoritos de Beto. Vale ressaltar que Victor foi o médico que criou o monstro, não o monstro! Mas eu não estava muito feliz com a escolha, porque Vitor me parecia tão comum... principalmente se comparado com Mitra!

E só voltamos a conversar sobre o assunto quando engravidamos. E toda aquela conversa e a decisão de ficar entre Vitor ou Mitra pareciam não estar valendo. Tínhamos que voltar a pensar no nome agora que o bebê estava aqui presente, como se ele pudesse opinar. E não é que, de certa forma, eles opinam?

Minha irmã, por exemplo, escolheu o nome Anna para sua filha, mas teve um sonho: Anna nasceu e a parteira (é Alemanha, viu gente?) perguntava como ela iria se chamar. Minha irmã falou "Anna" e o bebê fez "cara feia". Então ela disse outro nome e o bebê chorou. E só então ela perguntou como ela gostaria de ser chamada e ela respondeu "Eva". O resultado? Minha afilhada chama-se Anna Eva =)

Eu não estava muito feliz (ou certa) de que os nomes seriam Vitor ou Mitra. Algo não estava fluindo... Eu conseguia imaginar Liz (confesso que por causa de Liz Gilbert =) ou meus nomes com "th" (Théo, Matheus, Thor...). Então, depois do resultado da última USG, quando dois médico disseram "parece" que é menino, mesmo sem a confirmação, mesmo sendo muito cedo para saber o sexo (12ª semana), fui fazer uma listinha depois de analisar 6.056 nomes que eu encontrei no site Estação do Bebê!

A minha lista tinha 15 nomes (Eric, Thor, Theo, Ben, Alan, Benjamin, Caio, Hugo, Ian, Ícaro, Nicholas, Olavo, Oscar, Otho, Thomás). Beto eliminou quase todos e ficamos com três: Ian, Eric e Ícaro. Eu quis fazer uma brincadeira no Facebook (FB) e olha o resultado? Meus amigos sugeriram outros nomes e minha família, além das sugestões, fizeram gracinhas! Só que, como eu disse, "a palavra final é do papai".


E para quem quiser usar o FB como ferramenta, aí vai o meu conselho: esqueça! Você terminar ficando triste por não gostarem dos nomes que vocês escolheu e sente que vai magoar quem não votou no nome escolhido. O melhor é só divulgar o nome quando tiver certeza da escolha e não se abalar com as opiniões alheias, afinal, a decisão é dos pais.
E foi então que a magia começou...
De madrugada, acordei às 3 da manhã com uma música na cabeça e não conseguia mais dormir! Precisei acessar a internet para ouvi-la de tão intensa que era! Ela dizia coisas do tipo: "sonho audaz", "eu sou assim", "viver e não fingir", "pedir não mais que permitir", "sentir o que eu não posso ter"...  Mas as partes que eu mais gosto dela são "ir até que o dia chegue enfim, em que o sol derreta a cera até o fim" (ir até o final, alcançar seu limite, se responsabilizar pelas consequências) e a outra que diz "o que faz de mim ser o que sou, é gostar de ir por onde ninguém for" (trilhar seu próprio caminho, ser autêntico). Não é  a minha cara? E a de Beto e a de Thiago também! Por isso, é bem provável que nosso filho seja assim, audaz =)

Descobriram qual é a música? Eu sei... Ela é brega, ela espanta ladrão de carro... Mas confessem... é linda demais!

E o melhor! Já serve como música-tema e canção de ninar! Ela é difícil de cantar, mas, como a própria letra diz, eu posso cantar uma "canção sentimental em qualquer tom" =)

Beto adorou a idéia do nome (não da música, que isso fique bem claro) e me respondeu na mesma hora com outra opção:


Então, fui acordada às 3 da manhã com uma música linda na cabeça que fala sobre ir em busca do seu sonho, ousar, arcar com as consequências, depois descobri que tem outra música linda que fala sobre esse mesmo tema, em uma versão mais heavy e cantada por ninguém mais, ninguém menos, que o Iron Maiden, uma das bandas favoritas de Beto, além disso, Ícaro foi um dos nomes finalistas dos 15, que eu havia escolhido, e dos três, selecionados por Beto (apesar de ter sido o nome que NINGUÉM votou!) e é personagem da mitologia grega, outro aspecto que tem muito a ver com Beto. Ah! E esqueçam a tragédia da história grega, porque a gente fez outra leitura, como na interpretação da letra do Biafra =)

E depois que tudo isso aconteceu, no dia seguinte, lá no trabalho, de bate-papo com Dani, ela me conta que estava se sentindo meio abafada e pensou em trechos de uma música ("voar voar subir subir"), porque lhe traz paz de espírito e a deixe mais leve!!! Fala sério, né Ícaro! Já recebi o recado!

Seja MUITO bem-vindo!!


4 comentários:

Marcia Torres disse...

Que legal Kari! O nome é lindo!Qdo esperava os meus meninos tb tive a maior dúvida nos nomes. Mas, graças a Deus, as escolhas foram perfeitas. Ícaro é um nome lindíssimo. Tive um aluno este ano com o mesmo nome e, posso dizer, que ele é a criatura mais educada e sensível que já conheci. Um gentleman!!!
Parabéns pela escolha!

Anônimo disse...

Só para Lembrar... eu fui o ùnico que adivinhou o nome...hehe...


Merlim Thy Vamp

Vivi Quadros disse...

Nossa, essa música não tem nada de brega,pelo contrário! Sempre achei uma canção poderosa, não só pela voz de Biafra, que é um caso a parte, mas principalmente pela força da letra! Ela também me traz lembranças maravilhosas da minha infância e como Dany disse, uma sensação de paz... Bela música, bela escolha. Seja muito bem vindo Ícaro! Muita saúde e paz!

Paola B. Preusse disse...

que história bacana, adorei!
O nome é lindo ....
Beijos
@dipahh
www.dicasdamaedipa.blogspot.com