sábado, 21 de janeiro de 2012

Gravidez aos 36 - Workshop de Preparação para o Parto


Hoje, eu e Beto passamos o dia todo em um Workshop de Preparação para o Parto para Casais Grávidos, cujo tema foi: "Revelar a Sombra, Dar á Luz: Dimensões desconhecidas em torno do nascimento”.

As coordenadoras foram Ana Boulhosa, Doula, Educadora Perinatal e Terapeuta Clínica e Anne Sobotta, minha professora de Yoga para Gestantes. Elas são também coordenadoras da Ventre Materno, Rede de Apoio à Gestação, Parto e Pós-Parto.

O folder dizia:

Esse trabalho enfatizará a gestação, o trabalho de parto e o parto com a intenção de possibilitar o conhecimento da dualidade (dar x receber; coragem x medo; dor x prazer; desamparo x acolhimento) favorecendo assim:
(1) O reconhecimento da própria sombra na gestação/parto: explorando crenças e atitudes sobre medo e dor;
(2) A construção de recursos para sustentar o processo de parir: alívio da ansiedade, liberação das tensões corporais, expansão da respiração, sustentação da própria força, lidando com a dor, refinando a sinergia do casal;
 (3) O encontro com a luz: nascimento de uma mãe, de um pai e de um filho.
 Onde está o nosso medo também está a nossa capacidade de amar.
Sejam bem vindos a essa experiência integradora!

Conversei com Beto sobre o WS e, depois de ouvir piadinhas do tipo “não quero participar de nada sobre astrologia”, já estava quase deixando pra lá. De fato, palavras como “revelar a sombra” e “refinar a sinergia do casal” podem assustar qualquer um que não tenha o costume de fazer trabalhos em grupos ou mesmo terapias individuais. Compreendo, porque eu vivencio essas práticas desde os meus 18 anos e, mesmo assim, também não me sinto muito confortável com dinâmicas de grupo, principalmente com um grupo que eu não conheço.

Mas segui conversando com Anne, lendo mais sobre o parto natural e, conclusão óbvia: eu quero e preciso de Beto ao meu lado. Com ele tudo ficaria mais fácil =) Eu preciso que ele esteja comigo simplesmente para dizer “vamos lá, você consegue” (pode dizer com o toque ou com o olhar, viu?). Mas se ele também puder enxugar meu suor, massagear minhas costas, me segurar quando eu quiser ficar em posições loucas (na hora nunca se sabe o que o seu corpo vai pedir: "O corpo da mulher é sábio. Basta que ela o escute e saberá tudo" - Janet Balaskas) ou apenas para eu ter alguém pra xingar (já peço desculpas com antecedência, caso isso aconteça), já vai ajudar muito!

E para que ele esteja ao meu lado, precisa se informar. Por isso fiz o convite para ele participar deste WS. Quando eu pensei que estava pedindo muito e já estava planejando em ir sozinha (Beto vai a todas as minhas consultas e ultrassonografias, participa ativamente da reforma do nosso apartamento para a chegada de Ícaro – D. Jussana, mãe/decoradora, está achando isso ótimo - lê os livros que indico, etc), percebi que era muito importante para mim que ele fosse no encontro de hoje. Então deixei as coisas mais claras pra ele:

- Você não perguntou sobre o que você pode fazer para me ajudar no dia? Então este WS vai nos ajudar a descobrir! (parecia até propaganda)

E foi então que ele topou.

Passamos um dia muito agradável, juntamente com outros casais grávidos. Somente o fato de estarmos todos juntos já valeu a pena, porque a troca foi riquíssima. Teve teoria (slides e vídeos) e prática (respiração, massagem e técnicas de relaxamento) e tiramos muitas dúvidas. Agora falta a visita à maternidade e o curso que eles oferecem, além das consultas do CALMA e de terminar de ler nossos  "duzentos" livros, pois a equação para um bom parto natural = informação + escolha do médico + apoio familiar =) E com os dois últimos fatores eu já posso contar!

Nenhum comentário: