sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Mãe de 2ª Viagem – Espelho, espelho meu...


Obs.: post escrito quando Ícaro tinha 2 meses.

Admiro muito as mães de RNs que encontram tempo (me digam como, por favor!!) para usar maquiagem, fazer unhas e cabelos, escolher roupas e adereços e andar de salto alto! QUANDO saio (ênfase no "quando", porque até o 3º mês só saía para ir ao pediatra), agradeço por estar com os pés certos dos sapatos!

Mantenho as unhas curtas, cabelos presos e repito quase sempre a mesma roupa, já que minhas calças ainda estão apertadas e as blusinhas de botões, que separei para a amamentação, não fecham! Então meu guarda-roupa ficou super restrito. Adereços?? Pra quê? Tudo pode machucar um bebê de colo! E o mais importante pra mim sempre foi o conforto.

Em casa, gosto de usar camisetinhas que esticam e podem ser facilmente abaixadas para dar de mamar. Antes eu achava que tinha que ser tudo de botão. Botão é um saco! Evito ao máximo, porque nada melhor que rapidez e conforto para amamentar um bebezinho chorando de fome. Botões podem, inclusive, machucar seu rostinho. Outra dica interessante que eu li é que você pode vestir qualquer camisa para amamentar. É só suspendê-la. Sério?? Precisava ter lido isso em algum lugar?? Parece que sim, porque todo mundo só fala pra você comprar roupas que abotoam!

Ganhei de presente umas camisetinhas que abrem como os sutiãs de amamentação. Elas são ótimas, porque são muito práticas e confortáveis. São as minhas favoritas. Se preciso sair, coloco um bolerinho por cima e pronto, ou uma batinha, porque aí fica mais fácil, levanto a bata e não mostro a barriga. Meu look favorito.

Não engordei muito durante a minha gestação, mas depois de parir, se você não se chama Angélica ou Cláudia Leite, sai do hospital com uma barriga de cinco meses que demora, pelo menos, uns outros cinco pra voltar! Dizem que amamentar emagrece, mas não contem com isso, porque, no meu caso, ficar em casa sendo o “restaurante” de Ícaro só tem me deixado mais gorda! Não posso contar com isso e, como Ícaro está tomando leite materno exclusivo e em livre demanda (LD), não consigo voltar para o Pilates, porque LD é esquecer o relógio! Qualquer hora é hora. Se ele quiser o peito tenho que estar disponível e pertinho. O “restaurante” tem que estar sempre aberto kkk.

Com tudo isso fica um pouco mais difícil se olhar no espelho. E passo tanto tempo em casa que até evito! Para vocês terem uma ideia, a amamentação e os cuidados com o bebê me deixam tão envolvida e passo tanto tempo em casa que restaurantes mudaram de nome e as vias de algumas ruas foram alteradas! Juro! Um dia desses quando saí de carro ficou parecendo que estava em outra cidade!

É preciso ter paciência. Não é correto fazer dieta (para emagrecer) amamentando, mas é possível comer de forma mais saudável. Possível, mas tem sido difícil pra mim, porque passar o tempo todo em casa aumenta o meu desejo por comfort food, que são aquelas comidinhas que te fazem relaxar. As minhas favoritas são: bolo, brigadeiro, pão quente com manteiga, mingau, Crunch ao leite... humm... E Ana, que trabalha aqui em casa, adooora me paparicar!

Quando “pergunto ao espelho”, não me sinto “a mais bela”. Minha autoestima ficou um pouco baixa, ainda mais quando lá pelos três meses começou a fase da queda de cabelo... E pra quem já tem cabelos brancos? Ah, deixa pra lá, tão caindo mesmo! Não quis usar cintas - são calorentas e incomodam. Então tenho que aguentar quando me perguntam se estou grávida! E, pra piorar minha situação, minha alergia atacou (ela sabe escolher meus “melhores” momentos) e deixou meu rosto e pescoço vermelhos. Ah! E as olheiras deixaram manchas pretas! Mais alguma coisa???

Agora é ter paciência, voltar a me exercitar aos poucos e me esforçar para evitar guloseimas. Para me sentir melhor, fiz algumas compras online (não disse que não saía de casa?) e encontrei blusas lindas feitas especialmente para amamentar e disfarçar a barriguinha pós-parto nas lojas Criando Gente Cia Láctea. Mas, pra falar a verdade, isso que eu falei da baixa autoestima perde um pouco o sentido quando olho pra Ícaro... Ah... Seu grau de fofura compensa qualquer coisa!!!

3 comentários:

Robeta disse...

Ai, Kari... Você deveria ter escrito isso a uns 4 anos atrás, só assim eu não ia achar que isso aconteceria só comigo!!!! E olhe que tive Iza na mesma época que Claudia Leite teve o primeiro filho, imagine que decepção para minha pessoa ver aquela mulher com barriga de tanquinho em cima do trio e a minha parecendo que estava grávida de novo!!!!
Mas, o bom disso tudo é que a coisinha mais fofa do mundo está do seu lado e o resto depois você corre atrás!!! Parabéns pelo Blog, está ótimo!! bjs
Roberta Lessa

Elisangela Silva disse...

Olá Karina, ainda bem que não sou a única, olha que sou mãe de primeira viagem. é uma mudança bem radiacal para quem tinha a vida bem ativa e independente. Também fico me perguntando como essa pessoas acham tempo para cuidar da beleza. Depois que o meu filho fez 3 meses que procurei fazer atividades com ele para poder sair de casa e não ficar só em casa servindo de "restaurante" para o meu filhote. Realmente com amamentação exclusica não tem como sair por muito tempo. Quando saio o máximo que fico fora são por duas horas ou até menos. Não tem coisa pior do que você chegar em casa e encontrar o seu filhote com lágrimas nos olhos (já aconteceu comigo e me sento muito culpada. :(). O importante é cuidarmos do nosso filho e os detalhes de beleza ficam para segundo plano, o gostoso é acompanhar cada momento e ver aquele rostinho sorrindo. Não tem como não ficar derretida. Parabéns pelo blog. Bjs, Elisângela (colega da yoga)

Cris O disse...

Você nao precisa de nada pra ficar bonita, amiga. Entao tá tudo certo:-)